A Adega

É na antiga adega do Mestre Daniel, em Vila Alva, que produzimos o nosso vinho de talha segundo os métodos tradicionais.


Daniel António Tabaquinho dos Santos (1923-1985) para além de produzir vinho, utilizava também este local para trabalhar como carpinteiro e, por esse motivo, era conhecido localmente como o "Mestre Daniel".
Mestre Daniel produziu aqui vinho de talha durante cerca de 30 anos, seguindo a tradição familiar que herdou de seus pais e avós. Após a sua morte seguiram-se ainda alguns anos de produção. Contudo, em 1990, a adega encerrou actividade. Em 2018, após quase trinta anos de interregno, a adega volta a funcionar, retomando a tradição local e familiar de produção de vinho de talha.

 

Como é tradição em Vila Alva, os recipientes utilizados para a vinificação são as talhas, descendentes das grandes vasilhas romanas, com capacidades que variam entre os 300 e 1300 litros. Na nossa adega temos 26 talhas: 22 são de barro, algumas datadas do séc. XIX, e 4 são de cimento armado que, apesar de mais recentes (década de 1930), foram fabricadas por “mestres vilalvenses”, motivo pelo qual também têm grande significado para nós.


Esta adega, uma das mais típicas de Vila Alva, tem uma área de 170m2 e está na posse da família há mais de 60 anos.

Do centenário edifício da adega, apenas não resistiu a cobertura que teve de ser substituída em 2010. Recentemente foi também necessária a reparação e instalação de todos os elementos necessários para garantir a produção de vinho com qualidade e em condições de segurança e higiene.