Mestre Daniel

A gama “Mestre Daniel” tem certificação DOC Alentejo e é o vinho que melhor representa a tradição de vinho de talha.
O Mestre Daniel (1923-1985) produziu vinho de talha durante cerca de 30 anos na nossa adega, seguindo a tradição familiar que herdou de seus pais e avós. Este vinho, com o seu nome, é uma justa homenagem ao nosso avô que, para além da sua adega, nos deixou a sabedoria e o amor ao vinho de talha.
Este vinho representa assim esta longa tradição local e familiar de produção de vinho de talha, que tem passado de geração em geração na nossa aldeia. O vinho é produzido pelos métodos tradicionais e com castas típicas da região.

Mestre Daniel - Branco e Tinto

Localização das vinhas - Freguesia de Vila Alva

Idade Média das vinhas - 30 anos

Tipo de solo - xistoso / granítico, pouco fértil

Produtividade média - 4 toneladas/ha

Data da vindima - Marcada após controlos de maturação, dia 18 de setembro de 2018

Vindima - Manual, em recipientes de pequena capacidade

Vinificação - Desengace total e ligeiro esmagamento. Fermentado com maceração e contacto com as massas durante dois meses em talhas de barro, sem controlo de temperatura e com leveduras indígenas. Não foi submetido a qualquer processo de filtração nem estabilização. A filtração ocorre apenas através da passagem do líquido pelas massas presentes na talha.

 

Branco

Quantidade produzida - 2200 garrafas

Castas - Antão Vaz, Perrum e Roupeiro

Teor alcoólico - 12%

-

Notas de prova

Cor - Citrino

Aroma - Notas frutos tropicais, ananás em calda e excelente mineralidade;

Sabor - Seco, corresponde ao encontrado no aroma. Acidez equilibrada e de fácil consumo.

Tinto

Quantidade produzida - 2500 garrafas

Castas - Trincadeira, Aragonês e Tinta Grossa

Teor alcoólico - 13%

-

Notas de prova

Cor - Rubi

Aroma - Frutos vermelhos e alguma compota

Sabor - Seco, com algum volume. Final de boca elegante e longo.

Lote X - Branco

O ‘Mestre Daniel - Lote X’ é produzido em apenas uma talha fabricada em Vila Alva por mestres locais.
As uvas são exclusivamente de vinhas velhas e de castas locais tradicionalmente usadas no fabrico de vinho branco até meados do século XX. Este lote pretende assim dar a conhecer o vinho típico de Vila Alva até esse período.
Para produzir este vinho contámos com a ajuda de quem melhor o conhece, os locais.
O resultado é um vinho de talha único e que  celebra os famosos ‘brancos’ de Vila Alva.

-

Quantidade produzida - 1300 garrafas

Castas - Diagalves, Manteúdo, Antão Vaz, Perrum e Roupeiro

Teor alcoólico - 11,5%

-

Notas de prova

Cor - Citrino

Aroma - Notas maçã verde e excelente mineralidade

Sabor - Seco, excelente acidez e de sabor único que revela a enorme tipicidade do vinho de talha.